Terça, 16 de Julho de 2024
20°

Parcialmente nublado

Cariacica, ES

Política Câmara dos Deputados

Câmara dos Deputados aprova proposta que garante mais de R$ 9 bilhões para combate a desastres

Relator da proposta, deputado federal Gilson Daniel, garante 5% dos recursos das emendas individuais de parlamentares e 5% de emendas de bancada deverão ser utilizados em ações de prevenção e desastres

11/07/2024 às 13h47 Atualizada em 11/07/2024 às 14h07
Por: Redação
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Câmara dos Deputados aprovou em dois turnos nesta quinta-feira (11) aprovou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 44/23, sobre recursos orçamentários para o combate a desastres. A matéria foi relatada pelo deputado federal Gilson Daniel (Pode-ES), que garantiu mais de R$ 9 bilhões para a área. O Projeto agora seguirá para o Senado Federal.

O texto aprovado prevê que 5% dos recursos das emendas individuais de parlamentares ao projeto de lei orçamentária e 5% das de bancadas dos estados e do Distrito Federal deverão ser utilizados em ações de prevenção, mitigação, preparação, resposta e recuperação de desastres previstas na Política Nacional de Proteção e Defesa Civil.

“É um dia histórico. Com nosso trabalho estamos garantindo recursos na Constituição para a política nacional de prevenção de desastres. Os parlamentares estão dando uma contribuição robusta para mitigação, prevenção e pronta resposta aos desastres. Serão R$ 9 bilhões empregados nessa área. Vamos ter recursos para ajudar os nossos municípios e estados”, celebrou o deputado federal Gilson Daniel. 

Em seu relatório, o parlamentar propôs que o projeto de lei orçamentária e a correspondente lei orçamentária alocarão recursos ao Fundo Nacional para Calamidades Públicas, Proteção e Defesa Civil (Funcap) em montante de pelo menos igual ao valor mínimo destinado pelas emendas de bancadas para as ações de preparação, mitigação e prevenção de desastres. O Funcap foi criado há mais de 50 anos, em 1969, mas não foi estabelecida fonte de recursos para abastecer o fundo.

Marco

Na avaliação de Gilson Daniel, a PEC é um pontapé para que o Brasil passe a ter realmente um marco de recursos para o enfrentamento de desastres. “Teremos uma fonte robusta de recursos para mitigação, preparação e prevenção e também pronta resposta. Desde que cheguei a essa casa tenho lutado por esse tema e hoje estamos dando uma resposta concreta para que o país possa prevenir e mitigar os riscos de calamidades”, destacou o parlamentar.

De acordo com o texto da proposta, a União deverá repassar os recursos de forma direta e imediata aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios, sem necessidade de celebração de convênio ou da adimplência do estado ou do município – ou seja, de ausência de dívidas com a União. E ainda sem prejuízo da prestação de contas, para garantir que todos os recursos empenhados tenham acompanhamento e fiscalização.