Terça, 27 de Julho de 2021 05:48
27992035090
Mundo Líbano

5 livros para conhecer o Líbano, país que se aproxima de um colapso

O Líbano vive uma crise sem precedentes

20/07/2021 15h01
25
Por: Redação Agora ES Fonte: FOLHAPRESS
Foto: Reuters
Foto: Reuters

DIOGO BERCITO - SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) 

O Líbano vive uma crise sem precedentes. Seu PIB (produto interno bruto) encolheu 20% em 2020 e deve retrair 9,5% neste ano. A libra perdeu mais de 90% de seu valor em relação ao dólar. Mais de metade da população vive abaixo da linha da pobreza. Com tudo isso, o Banco Mundial alertou em junho que o país pode passar por um dos piores colapsos econômicos de todo o mundo desde meados do século 19.

Esse desastre tem passado batido no Brasil, o que é surpreendente. É aqui que vive a maior diáspora libanesa do mundo, estimada em milhões de pessoas. O quibe e a esfiha que comemos diariamente em cidades como São Paulo vieram de lá, assim como as famílias de políticos como Fernando Haddad, Paulo Maluf e Michel Temer.

Para quem quiser conhecer mais sobre o país, a reportagem reuniu cinco sugestões de leitura.

*

“UMA HISTÓRIA DOS POVOS ÁRABES”, DE ALBERT HOURANI

A primeira sugestão é um livro de base, para um contexto mais geral sobre a história da região. Albert Hourani era um pesquisador britânico-libanês e sua obra é um dos textos de referência para quem está começando a estudar o Oriente Médio. É uma leitura por vezes densa, mas essencial para entender de onde vem o Líbano moderno.

“OS ÁRABES: UMA HISTÓRIA”, DE EUGENE ROGAN

Esta segunda indicação é também para quem precisa de contexto histórico, antes de se debruçar nos detalhes. Eugene Rogan, que foi pupilo de Hourani, narra a história do Oriente Médio desde a chegada dos otomanos no século 16 até hoje. Prestem atenção, em especial, aos trechos sobre o príncipe druso Fakhr al-Din e o protetorado francês.

“OS LIBANESES”, DE MURILO MEIHY

O livro do historiador brasileiro Murilo Meihy é uma excelente porta de entrada para a história libanesa e sua cultura. Meihy escreve para um público amplo, sem jargões. Ele fala, por exemplo, sobre a arte de fumar narguilé — e de xingar. Meihy também toca brevemente nas relações entre Líbano e Brasil, no contexto da migração em massa.

“POBRE NAÇÃO”, DE ROBERT FISK

O premiado (e controverso) jornalista britânico Robert Fisk narra, nesta conhecida obra, a Guerra Civil Libanesa, travada de 1975 a 1990. Fisk foi um dos poucos repórteres a testemunhar aqueles eventos, que moldaram também as histórias dos países vizinhos Israel e Síria. Seu livro é um clássico para conhecer melhor o Líbano contemporâneo.

“A HOUSE OF MANY MANSIONS”, DE KAMAL SALIBI

Esta última sugestão é para quem lê em inglês. O livro do libanês Kamal Salibi é fundamental para conhecer melhor os debates historiográficos a respeito do Líbano — ou seja, como a história do país foi escrita. Salibi analisa uma série de narrativas, como a de que os libaneses são descendentes dos fenícios. Ele fala também do nacionalismo árabe.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.